O amor

O amor é e deve ser alimentado todos os dias. É construído pelo respeito, a amizade, a companhia. Cada sorriso alimenta o nosso eu, somos movidos pelos pequenos gestos, palavras, demonstrações de afeto.

Um casamento é a solidificação desse conceito. É certo que vão haver dias difíceis e outros apaixonados. Comparo muito aos movimentos do universo, das ondas, das estações no ano e a ritmia cardíaca.

Algumas pessoas não entendem que somos algoritmos, combinações numéricas que sofrem mutações diárias. Quando você tem maior consciência desse movimento tudo fica mais fácil de compreender.

Deus desejou que nossas vidas fossem sequências combinatórias de praticamente todos os elementos, sejam eles tangíveis ou intangíveis como a matéria que nos faz ser o que somos.

A matéria e o sentimento nos fazem únicos. Seres inexplicáveis, capazes de nos expressarmos de diferentes formas.

Com o amor somos capazes de atingir nossos objetivos pessoais, profissionais e conjugais. Há muito ainda a se descobrir sobre a capacidade dos seres humanos. Pois afinal, somos água e matéria, mas mais do que tudo isso, somos AMOR.

Hoje trouxe uma reflexão mais profunda sobre o amor.

Espero que gostem!

Gi Beluca.

A importância da mãe no casamento

Mães são anjos em nossas vidas e isso todo mundo sabe!

Mas porque a mãe é tão importante no casamento?

Separei 3 bons motivos: o primeiro é porque elas são a nossa primeira referência do que é ser casada, a segunda é porque (na maioria das vezes) quem casa cedo como eu, ainda tem muitas amigas solteiras, e isso não é ruim, mas tem muitos assuntos os quais não conseguimos conversar… e o terceiro é que o colo de uma mãe, sempre vai ser aquele aconchego gostoso da pessoa que te deu a vida!

Esse post foi idealizado devido a semana do dia das mães, aproveitando para homenagear a importância delas em nossas vidas, ainda que sejam vidinha de casadas!

A mãe do marido também é importante na vida dele, pois também é q primeira referência de esposa que eles têm. Existe uma projeção que o homem ou a mulher podem fazer quando encontram a pessoa certa, e algumas vezes os homens casam com mulheres exatamente iguais às suas ou o extremo oposto, por motivos do subconsciente.

Entender a presença de um genro ou uma nora nas vidas das mamães nem sempre é uma missão fácil, como já conversei com varias amigas minhas que comentaram isso achei importante fazer essa ressalva.

Acredito que o ponto chave é quando as mães entendem que as noras não vão tentar ocupar o lugar delas, afinal sempre serão mães e muito menos os genros vão cortar a ligação que as filhas tem com suas mães.

Uma dica boa é continuar tendo programas individuais com as mães, seja para ir ao mercado ou colocar a fofoca em dia! Isso fortalece aquele laço que parecia ter sido “cortado” após o casamento. E nesse dia aproveitar para trocar experiências e debater algumas dificuldades que possam ter passado no início da relação delas!

Por fim, lembre-se que sua mãe sempre teve você por perto e é difícil para elas ficarem sem te ver em casa ou sem aquela amiga para conversar, parceira de arrumar a casa… coloque-se no lugar dela, a sua anjo da guarda!!!

Até a próxima quinta!!!

Gi Beluca

Chá de panela ou de lingerie?

Neste mês de Maio estou homenageando as noivinhas de plantão, colocando posts relacionados ao preparo do casamento.

Se você é noiva vai gostar de saber sobre um dos momentos mais especiais antes do meu casamento: o meu chá de lingerie.

Porque optei pelo chá de lingerie? Porque meu marido já morava sozinho há alguns anos e já tinha os utensílios de casa que eu provavelmente pediria no chá de panela. Então, quando faltavam 2 meses para o meu casamento, minha mãe organizou um Chá de Lingerie com as minhas amigas.

Foram poucos detalhes os quais eu participei, pois queria que fosse surpresa! A primeira coisa que eu fiz foi verificar com a minha mãe se ela topava organizar e pra minha sorte ela disse sim ❤ Depois, como eu havia fechado com o bartender do casamento e ainda não havia feito a degustação, negociei a degustação com todas as minhas amigas no chá de lingerie. A ultima parte a qual participei foi criar um grupo no whatsapp com as amigas que eu gostaria que participassem e avisar que minha lista de presentes estaria na Loungerie!

Fazer a minha lista de presentes foi sensacional, pois fui na loja, provei tudo o que eu havia gostado e deixei com os tamanhos certos anotados! E claro que deixei aberto ganhar lingerie de outros lugares também, só tentei facilitar para as amigas acertarem no meu gosto e tamanho!

No dia do chá de lingerie falamos sobre vários assuntos: viagens dos sonhos, como eu achava que iria ser o dia do casamento, como imaginava que seria a lua de mel, falamos sobre os interesses que eu e o meu marido tínhamos e temos em comum… Enfim, bebemos os drinks e aprovamos os que estaríamos bebendo no dia do casamento, e teve uma parte muito especial!

Elas organizaram um jogo de perguntas e respostas sobre momentos da nossa história como casal, sobre o que ele gostava e vice e versa, também sobre nossas manias e defeitos… E na medida que iam transmitindo na TV, eu tinha que acertar as respostas, caso errasse tomava um shot…Rsrs!

No final, já estávamos todas alegres e fazendo vídeos, boomerangs, dançando e cantando… Quando o meu marido decidiu aparecer com um buquê de rosas super lindo no final, queria saber se eu havia curtido o meu dia e a brincadeira que fizemos entre as amigas!

Se você é madrinha, esse é um presente muito legal para a noiva. Se você é noivinha e está na dúvida, fica a minha história para você tirar as suas conclusões!

Ser noiva é tudo de bom, então planeje, mas não deixe de curtir os pequenos momentos!

Até a próxima quinta,

Gi Beluca

A música que nos conecta

Realmente não sei se penso que a música conecta um casal porque isso sempre esteve presente nos meus relacionamentos ou se é pelo fato de eu ser música e viver isso com intensidade faz-me conectar mais facilmente com os outros.

Este post é para você, que assim como eu, tem uma historia de amor que envolve música!

Comigo e o maridón foi assim desde o começo. Ele curtiu uma publicação minha de uma viagem que eu faria para ir numa festa, e após o meu retorno, senti muita vontade de saber se ele também gostava do mesmo estilo de música que eu. E para a minha surpresa, nossa conversa no Messenger tinha muitos links de músicas que recomendamos um ao outro…Até que eu o convidei para ouvir uma música comigo! Rsrs

O nosso amor sempre teve muitos momentos em que ouvimos música juntos, seja no carro, em casa, em festas, em baladas ou até mesmo no parque à tarde com os fones sempre sintonizados.

Acho que é muito saudável: o casal gostar de pelo menos um estilo de música em comum, não importa qual seja. A música nos faz mudar o clima do ambiente, relaxar, conversar sobre os assuntos mais inusitados, emocionar lembrando de momentos, cantar juntos, dançar e também nos faz expressar o nosso amor através de uma melodia – já vou explicar mais sobre isso!

Lembro como se fosse ontem, eu e ele estávamos em uma festa de música eletrônica, dançando juntinhos, e uma pessoa aleatória olhou para a gente e falou: “gente, que energia boa que vocês tem! Eu nunca vi ninguém dançar eletrônico juntinho!” Rsrs!

Enfim, o amor pode ser expressado através de palavras e melodia. Isso se chama composição! E meu novo negócio é compor para casais que vão casar. Claro, que se você namora e quer ter uma música personalizada, também é uma ótima opção de presente… Para noivas que não sabem que música vão dançar, ou colocar na entrada da igreja, ou personalizar o vídeo do casamento, este serviço foi feito e pensado só pra você (e o seu noivo, claro!)

Se ouvir uma música de um artista já faz você lembrar da sua história de amor, imagine ter uma música PERSONALIZADA só SUA e do SEU AMOR?!

Gostou da ideia?

Solicite um orçamento no meu insta @gibeluca ou no meu email: giovannabeluca@gmail.com

E você? Qual sua história de amor e que música conecta você e seu namorado, noivo ou marido?

Conta pra mim!
Até quinta feira que vem.

Gi Beluca