O planejamento do casamento!


Só de pensar já me dá muita saudades. Planejar o casamento, pensar em cada detalhe e cada objetivo que queríamos alcançar com nossos fornecedores foi muito especial.

Se você está noiva, e está começando a planejar o casamento, virá que não é uma tarefa tão simples assim! Muitas noivas preferem contratar aquele serviço de cerimonial que participa desse momento do planejamento, além do grande dia. Particularmente, acho que é uma conveniência, mas por outro lado, como eu escolhi pesquisar tudo sozinha, acho que é possível sim dar conta do recado e fazer uma festa bem feita!

Como já havia dito por aqui, nós namoramos 8 meses antes de noivar, então o tempo foi um fator desafiador para o nosso grande dia…

Lembro como se fosse hoje, que a primeira coisa que fizemos foi marcar a data do casamento com o Buffet, o Espaço Klaine. Somos de Curitiba, e estávamos em busca de um local para o casamento que possibilitasse que a festa pudesse durar até 4 horas da manhã, e são poucos que permitem isso devido ao barulho na vizinhança depois do horário permitido. 

O segundo passo foi fechar com a decoradora, a Tati Amaro do Atelier 16, para que pudéssemos conversar sobre o nosso sonho, que era um casamento que fosse um mix do clássico com o moderno. Nossa decoração tinha móveis em preto e as flores principais escolhidas para os arranjos foram hortênsias, porque eu tinha lembranças muito boas do jardim da casa da minha avó, durante a minha infância, eram as flores que ela tinha em grandes quantidades e esse sentimento de nostalgia foi muito presente no nosso grande dia.

Em seguida, visitei o Atelier da Angela Gramazzio, para que o designer desenhasse o meu vestido de noiva. Eu optei pela primeira locação, pois não vi sentido em guardar o vestido de noiva em casa, e também não gostei na ideia de locação para esta data tão especial. 

“Vestidos de noiva são muito caros” – Era o que eu ouvia falar. Mas acho que quando pesquisamos, podemos encaixar algo que caiba no orçamento, principalmente quando estamos falando de um sonho – porque as outras coisas até deixamos de lado, mas o vestido faz parte de se sentir princesa!

Não me recordo a exata sequência das outras coisas, mas os próximos passos importantes foram: empresa de foto e vídeo (a nossa foi a DWD Eventos), cerimonial para orquestrar e organizar os fornecedores e convidados no dia do casamento; doces e bolo (a nossa foi a doceira maravilhosa Marcia Ferro); os convites do casamento (a designer Dani Nudelmann foi a responsável pelo lindo convite com hortênsias na logo); compra dos acessórios e sapato de noiva (meu acessório de cabelo foi na @ e o sapato optei por um piptoe clássico, na cor azul bebe, da Raphaella Booz); o bar para os drinks foi fechado na feira do Inesquecível Casamento, com o pessoal da The Bell; 

Onde se arrumar no dia do casamento? Em casa ou no salão de sua preferência, eu optei por fazer em casa pelo conforto de poder ficar tranquila no meu quarto, curtindo minhas últimas horas na casa dos meus pais! Quem fez a minha make foi a @danielli_depaula e o cabelo foi a @maquiadoraandreasandoval e elas arrasaram no profissionalismo e perfeccionismo da minha aparência no grande dia!

A música, por fim e não menos importante, foi conduzida pelo Dj Murillo Fernando, que fez a pista ficar até o final do casamento, dançando e curtindo as musicas escolhidas por mim e pelo meu marido. Na igreja optei por um trio de cordas com o Antonio Eventos Musicais e quem cantou a minha música de entrada foi a cantora Renata Gorosito.

A música no casamento é um fator muito importante e hoje estou oferencendo um diferencial no mercado, que é a composição de uma música exclusiva para os casais. A composição é escrita por mim, com base na historia dos noivos e a melodia também é personalizada conforme o gosto musical do casal.

Se você tem alguma dúvida sobre os seus fornecedores, tire referencias, pesquise no Reclame Aqui, leia blogs na internet, participe de feiras de noivas, pense com calma e não se desespere! No final, sempre vai ter um detalhe ou outro que não vão sair exatamente como você planejou, mas tudo bem… curtam o dia de vocês!

Já vi vários casos de noivas que ficam tão nervosas, que não conseguem aproveitar o próprio dia do casamento… E isso não é legal… confie em quem contratou e relaxe, dance, cante, grite, pois ser casado é tudo de bom! 

Ficou alguma dúvida? 

Conta pra mim!!!

Até quinta que vem,

Gi Beluca 

O tempo!

É sabido que o tempo no relacionamento pode afetar a forma como nos relacionamos. Mas é muito fácil tentar achar um agente para culpar e a pergunta que fica é: o que você está fazendo pra otimizar o tempo que tem junto com @ parceir@?

Quando estamos namorando, é aquela euforia, a vontade de estar juntos, sempre temos tempo para: mandar mensagem, marcar a pessoa na publicação fofinha, telefonar por longas horas, ir ao cinema, viajar, conhecer bares e restaurantes, conhecer baladas e festas, andar de carro sem destino certo, dar risada de coisas bobas, ficar sonhando com o futuro, enfim…

Então porque tudo isso diminui ou para de acontecer quando casamos?

Você é o responsável pela decisão.

A minha amiga @jubettega me perguntou: porque você decidiu dedicar o seu tempo para gerar conteúdos no blog sobre a vidinha casada? A resposta é simples:

  1. Atualmente poucas pessoas acreditam que um relacionamento possa durar para sempre. A cultura do descartável é cada vez mais comum em todo universo de coisas que fazem parte do nosso dia a dia.
  2. Encontrei muitos conteúdos sobre: como preparar o melhor casamento, como fazer a melhor festa, como fazer o melhor ensaio de fotos pré wedding e enfim: como é a jornada ANTES do grande dia. Surpreendentemente, não encontrei nada a respeito do “depois do felizes para sempre”. E porque?
  3. Se eu puder, de alguma forma, contribuir para as noivas, recém casadas ou pessoas que pretendem ter um futuro junt@s compartilhando um pouquinho das dificuldades que tive e tenho na vidinha casada, as pessoas podem ver que é possível e maravilhoso dividir uma vida a dois!

O relacionamento é construído de o que eu e o Axeu chamamos de “pequenos momentos”. Saber tirar o melhor proveito das horas que passamos juntos é a essência!

E o que fazemos para cultivar esses pequenos momentos? Bom, sabe quando falam para você que amar é “conquistar a mesma pessoa todos os dias?” Talvez, pelo lado romântico você ache que é mandar declarações de amor, ganhar flores, comemorar aniversários de namoro, noivado e casamento, falar eu te amo o tempo todo, mandar mil mensagens no whatsapp, enfim. TAMBÉM É ISSO. Mas, conquistar alguém é querer estar juntos.

E quando estamos juntos, criamos pequenos momentos para:

  • Sair do trabalho e fazer um happy hour – isso faz com que desabafem sobre os fatos que ocorreram no seu job, sem levar assuntos pesados para dentro de casa;
  • Ir no mercado juntos – isso faz com que seja mais rápido uma tarefa aparentemente chata e possam planejar o que vão cozinhar, por exemplo;
  • Inventar um prato para cozinhar juntos – isso faz com que abram aquele vinho, cerveja ou outra bebida e criem uma oportunidade de se divertir;
  • Limpar a casa – experimentem colocar um som alto para limpar a casa e verão que o tempo passa mais rápido e é espontâneo começarem a dançar juntos ou darem risada das letras!;
  • Ter uma rotina saudável de exercícios – seja ela na academia ou aquela caminhada, andar de bike no final de semana – a experiência de cuidar um do outro é incrível e gera até uma competição saudável!
  • Assistir filmes, séries JUNTOS. Isso significa encontrar algo que os dois gostem de assistir e acompanhar os episódios – isso gera assuntos bobos sobre os personagens, assuntos sérios sobre o que pensam de temas polêmicos, assuntos sobre qual a próxima maratona que querem fazer, enfim!
  • Almoçar juntos durante a semana – Isso ajuda a quebrar a rotina do trabalho, criar uma oportunidade de se conectarem durante o dia.
  • Ter um hobbie juntos! Sim, para alguns casais – como nós – andar de jeep no final de semana! Outras idéias são: tirar fotos bonitas para postar no Insta, fazer uma aula de pintura, aula de violão, aula de culinária, jogar videogame, andar de kart, surfar…

Essas são algumas opções que não envolvem gastar muito dinheiro e que fazem toda diferença para sair da rotina, dentro da rotina!

E você, o que faz para aproveitar o seu tempo com @ parceir@?

Até quinta que vem!

Gi Beluca

O ciúmes!

Falar sobre ciúmes é um tema complicado. Essa frase pode parecer vaga, mas você não tem como negar que É COMPLEXO!

Olhando para algumas experiências de relacionamento que já tive, consigo citar alguns motivos pelos quais o cara era ciumento: não gostava da roupa, não gostava do jeito que eu falava, não gostava da minha maneira de expressar afeto, não gostava dos lugares que eu frequentava, não gostava dos meus amigos, não gostava… NÃO GOSTAVA DE MIM.

Que? Isso mesmo! Acho que o ciúmes tem a ver com o nível de maturidade do seu relacionamento e o quanto a pessoa confia em você. Se você tiver que mudar quem você é para agradar alguém, pode PARAR!

A leitora que pediu para eu escrever sobre esse assunto é minha amiga @thaiana.sd – ela tem um brechó online super fofo e confiável o @essencianativabrecho – Outra amiga que comentou que gostaria muito de ler sobre esse tema é a @julianadiniz, minha amigona de São Paulo! E foi legal elas terem mencionado esse tema, porque muitas mulheres passam por situações, às vezes até desconcertantes, nos relacionamentos e isso as faz repensar sobre a pessoa que está ao seu lado!

E deve mesmo repensar, pelo menos é assim que eu enxergo o ciúmes na relação.

Agora vamos falar de casais que não demonstram ciúmes? Que? Isso existe? Sim, existe. E na minha opinião támbem não é saudável, pois a pessoa tolerar tudo támbem demonstra que ela não se importa com a sua maneira de agir, acaba não demonstrando o que está sentindo por medo daquela DR, ou medo de se posicionar sobre algum assunto!

O que realmente torna uma relação difícil é quando tem aquele tipo de provocação: “você viu como fulan@ olhou para você?”. Gente, isso não é legal, mais do que isso, é super prejudicial para a relação! Você está fazendo a pessoa enxergar a outra de uma forma que ela nem tinha percebido, está facilitando qualquer problema na relação de vocês por causa de um comentário bobo!

Relação a dois é PRIVADA. Sua amiga não precisa saber o que acontece entre quanto paredes! Isso pode também despertar interesse sexual do seu amigo ou amiga pelo seu parceir@! E acaba sendo involuntário, porque se você fala que é muito bom a pessoa vai ficar com aquela pulguinha atrás da orelha!

Preserve o que você tem com a pessoa a qual você ama. Valorize todos os gestos de amor e de carinho, mas não precisa sair espalhando para todo mundo e contando em todas as suas redes sociais! Se você acredita em energia vai entender mais ainda do que eu estou falando!

O ciúmes tem que ser SAUDÁVEL! Ver o seu amor tod@ cheiros@ e bonit@ e sentir aquele ciuminho, saber que no trabalho da pessoa tem outras mulheres ou homens que podem ser atraentes, mas acima de tudo saber que voce é a pessoa que seu parceir@ escolheu seja para namorar, casar ou morar juntos!

Conta pra mim o que achou desse tema!

Támbem estou no Instagram, acompanhe minha vidinha casada em @gibeluca

Até quinta que vem!

Gi Beluca

Sem rótulos!

Este é o segundo post do blog. A história do meu sim, que pode ou não ser parecida com a do seu futuro ou atual SIM. Porque estou falando isso? Porque eu não acredito no certo ou errado para relacionamentos, a cada dia que passa eu percebo que não há uma receita de bolo – tempo de namoro, tempo de noivado, quantidade de relacionamentos prévios, etc. O importante é ACREDITAR em você mesmo e na sua relação, assim tudo será mais fácil!

FICHA DO CASAL DA GI E O MARIDÓN

Tempo de namoro: 8 meses

Tempo de noivado: 8 meses

Tempo de casados: 2 anos e 2 meses

Já deu pra entender o porque eu disse que não há receita? Não? Então, nós nos conhecemos na faculdade – e não é aquela típica história do menino que estudava na minha sala, até porque meu marido é 13 anos mais velho do que eu. QUE? SIM, quem o conhece vai dizer que toma alguma poção polissuco ou de rejuvenescimento rsrs! E se você conheceu @ seu parceir@ na balada, festa da prima, empresa em que trabalha, viajando com a família ou num simpósio de música, NÃO TEM PROBLEMA!!

Acredite, nossa história de amor foi intensa, demais até. A data do casamento foi agendada com 3 meses de namoro. E quem está lendo isso vai achar que eu sou doida – e talvez até tenha razão – mas sabe aquele “TCHAN”? Quando eu o conheci, senti que era minha alma gêmea, uma conexão inexplicável. Na noite do primeiro encontro nós falamos 50% sobre trabalho, 30% sobre hobbies e interesses pessoais, 10% sobre como aquele lugar era incrível (foi no Tigers, em Curitiba) e os outros 10% foi encolhendo o próximo drink do cardápio! Rsrs! E chegamos num ponto chave: INTERESSES EM COMUM.

Considero que se você ainda acredita na tal receita, este ingrediente é INDISPENSÁVEL! Há muitos textos sobre “opostos que se atraem”, mas se tem uma coisa que eu aprendi com uma amiga mais velha – quando digo mais velha, quero dizer que ela tem 50 anos de casada – é que depois que o fogo passa, você tem que ter interesses em comum com a pessoa que divide uma vida contigo!!!

E porque eu senti que ele era a minha “pessoa certa”? Porque os VALORES que eu buscava em alguém, encontrei no maridón! Para você talvez um primeiro encontro falando sobre trabalho seja BORING (chato), mas no meu caso vi nele um homem BATALHADOR – e queria isso para meus futuros babys (filhos), FAMÍLIA – pois quando falou da vida pessoal comentou sobre os pais e tinha aquela admiração nos olhos quando falava deles, DESCOLADO – pois sua roupa era bem estilosa, e além de tudo, me passou muita SEGURANÇA – pois quem quis dar o primeiro beijo na noite do primeiro encontro fui eu (me julguem)!

Olhe para a sua relação hoje, primeiramente: quais são os SEUS VALORES? Segundo, VOCÊ ACREDITA que ela vai ser duradoura, o TAL DO PRA SEMPRE que todo mundo fala? Terceiro, se vocês tiverem que ficar 1 semana, 1 mês sem ter relação, o relacionamento tem o necessário para se sustentar pelos INTERESSES em COMUM?

Fez sentido pra você? Conta pra mim!!

Beijo e até a próxima quinta!
@gibeluca